Sangue nas Fezes do Cachorro: Motivos e 7 Formas de Evitar

Qualquer tutor que já tenha encontrado sangue nas fezes do cachorro sabe como é…

No primeiro momento, bate aquele desespero!

Afinal de contas, estamos falando de algo que não ocorre naturalmente e que com certeza indica algum problema!

Os motivos do sangue nas fezes do cachorro podem ser vários.

Então, acompanhe esse artigo com atenção até o final para saber o que pode estar causando o problema.

Além disso, listamos algumas formas de prevenir o sangue nas fezes do cachorro.

Esteja atento para ajudar o seu amigo, pois cachorro fazendo cocô com sangue é coisa séria!

Principais causadores de sangue nas fezes do cachorro

Em geral, as fezes no sangue do pet podem ser causadas tanto por doenças quanto por alguma ocorrência externa.

Veja os principais motivos:

Parvovirose

A parvovirose canina é uma doença perigosa causada por um vírus, que é transmitido de um cão para o outro por meio de fezes ou vômito infectado.

Ela atinge principalmente filhotes que ainda não foram vacinados, podendo inclusive levar o cachorro à morte.

Além de vômito, letargia e perda de peso, o cachorro pode apresentar diarreia acompanhada de sangue nas fezes.

Giárdia

Assim como a parvovirose, a giárdia canina provoca sangue nas fezes do cachorro junto com episódios de diarreia.

Ela também é causada por um micro-organismo, mas desse vez um protozoário, que da mesma forma é transmitido por cães infectados

Outros sintomas são desidratação, vômitos e dores de barriga, já que a giardíase ataca principalmente o trato intestinal.

Coronavírus canino

Embora o nome do vírus seja o mesmo, não estamos falando do vírus que causa a Covid-19 em humanos.

Trata-se de um conhecido coronavírus canino, o CCoV, que afeta principalmente os intestinos,

Devido à inflamação, ele costuma causar sangue nas fezes do cachorro.

O cocô dos cães afetados pelo CCoV geralmente é bem mole e apresenta uma coloração amarelada ou esverdeada, com forte cheiro.

Não é um problema grave, mas que requer atenção para o tratamento dos sintomas que debilitam o pet.

Rotavírus

Um vírus que também ataca os humanos e causa sintomas similares nos cachorros, com diarreia, vômito e fezes com sangue em alguns casos.

blank

É transmitido por via respiratória principalmente em filhotes, causando infecções que levam aos sintomas.

Vermes

Cachorro fazendo coco com sangue pode ser sinal de verminoses.

Para saber se esse é o problema, confira o estado do cocô. Se houver pontos brancos nas fezes, esse é um indicativo de vermes.

O ideal é que você mantenha seu amigo vermifugado.

Quando se chega ao ponto de encontrar sangue nas fezes do cachorro é significa que os parasitas já estão afetando o pet por algum tempo.

Gastroenterite hemorrágica

Condição que pode ser causada por intoxicação ou micro-organismos, como vírus e bactérias.

Pode causar vômito e sangue nas fezes do cachorro.

Como as causas são variadas, só o veterinário pode indicar o real motivo da gastroenterite.

Feridas

Seu cachorro é daqueles que comem tudo o que vem pela frente?

Então, se você encontrou sangue no cocô dele, esse pode ser o motivo.

Quando o animal come algo que não devia, como objetos duros ou pontiagudos, eles podem ferir os intestinos e causar sangramento.

Embora não se trate de uma doença, o problema também requer atenção do veterinário, pois é necessário tratar o ferimento interno.

Outro motivo são as fezes muito endurecidas, que podem machucar o ânus do animal quando ele faz cocô, além de inflamações nas hemorroidas.

Nesses casos, você irá notar que o aspecto das fezes não difere muito do habitual, mas mesmo assim apresentam sangue. 

Estresse

O estresse excessivo ou algum evento estressante pode debilitar o trato intestinal do seu cãozinho.

Em casos extremos, não é incomum que ele evacue com sangue e muco.

Envenenamento ou intoxicação

Sangue nas fezes do cachorro pode indicar que ele comeu algo que não desceu muito bem…

Alguns alimentos e até plantas que nem imaginamos podem ser extremamente tóxicos para eles. Tenha cuidado!

Cachorro fazendo cocô com sangue? Já para o veterinário!

Mesmo sabendo quais os principais motivos do aparecimento de sangue nas fezes do cachorro, fazer um diagnóstico correto exige ajuda profissional.

Levar o seu amigo o quanto antes ao veterinário é fundamental.

Na verdade, é mais que isso… Estamos falando de uma questão de vida ou morte!

Por isso é muito importante que você saiba descrever o que está acontecendo com o seu cão, o que vai ajudar o veterinário no diagnóstico.

Então, observe bem:

Qual a cor do sangue nas fezes do cachorro?

Às vezes o sangue é tão escuro que se torna difícil de ser identificado em meio às fezes.

Esse tipo de sangue, também chamado de melena, geralmente indica problemas no início do trato digestivo, como estômago ou intestino delgado.

Se o sangue apresentar uma cor mais viva e facilmente identificável é sinal de problemas na parte final dos intestinos ou no ânus.

Qual o aspecto do cocô?

Como vimos mais acima, o aspecto do cocô pode dar pistas sobre qual doença está afetando o seu pet.

Então, veja se o sangue aparece em meio a um quadro de diarreia, se o cocô está duro demais, qual a cor ou se há pontos ou objetos estranhos em meio às vezes.

Ao chegar no veterinário, relate todas as informações que conseguir reunir.

Dicas para evitar o sangue nas fezes do cachorro

Se tem algo que você pode fazer agora pelo seu melhor amigo é evitar o sangue nas fezes do cachorro.

Tanto na nossa saúde quanto na dos cachorros, pensar em prevenção é a melhor opção.

Confira algumas dicas:

1 – Vacinação

Muitas das doenças que podem resultar em sangue nas fezes do cachorro são evitáveis através da vacinação.

É por isso que na maioria das vezes os problemas ocorrem em filhotes, que ainda não tomaram as doses necessárias.

sangue nas fezes do cachorro vacinação

A parvovirose e a coronavirose, por exemplo, fazem parte das vacinas V8 e V10, que devem sempre estar em dia no calendário de vacinação do seu melhor amigo.

Há ainda vacinas extras que podem ajudar na prevenção, como a vacina contra a giárdia.

2 – Vermífugo

Assim como a vacinação, a vermifugação deve ser frequente.

Dê o vermífugo conforme o período e a dose indicadas pelo seu veterinário.

Evitar verminoses é outro passo importante para se evitar este e outros problemas.

3 – Cuidados de higiene

Você faz faxina em sua casa com frequência? Lava a louça para comer em pratos e talheres limpinhos?

Então por que não faz o mesmo pelo seu cachorro?

Lembre-se de sempre limpar o local onde ele fica e lavar com alguma frequência os potes de ração e água.

Isso evitará a proliferação de micro-organismos que possam fazer mal a ele.

4 – Cuidados ao passear

Fique atento ao caminho quando estiver passeando com seu cão.

Evite que ele coma alimentos na rua, que podem estar estragados e até envenenados.

Além disso, só leve seu pet para a rua quando ele estiver com a vacinação em dia.

Dessa forma certamente se evitará várias doenças que podem ocasionar sangue nas fezes do cachorro.

cachorro passeando

5 – Atenção ao ambiente

Muitas vezes, o perigo está em casa!

Nunca deixe ao alcance do cachorro alimentos inapropriados para o animal.

Guarde produtos de limpeza em locais inacessíveis, para evitar qualquer tipo de contato ou ingestão acidental.

Se você tem quintal ou jardim, vale a pena checar se não há nenhuma planta venenosa que possa ser ingerida e prejudicar o seu amigo peludo.

O mesmo vale para vasos dentro de casa, se o seu cão transitar em ambientes internos.

6 – Observe a ração

Seu cão pode ser sensível a algum componente da ração que está comendo.

Cachorro fazendo cocô com sangue pode ser sintoma de alergias alimentares!

Há também rações de qualidade inferior que podem ocasionar ressecamento excessivo das fezes, causando os ferimentos no trato intestinal.

7 – Manter uma boa flora intestinal

Você já ouviu falar da importância de manter uma boa flora intestinal nos cachorros?

Assim como nós, eles também precisam de bactérias boas em seus intestinos.

Esses “bichinhos do bem” tem vários papeis na saúde, e por isso é tão importante o consumo de probióticos.

A grande questão é que as rações convencionais, mesmo as mais premium, não contam com probióticos.

Nós humanos, até podemos comer alimentos fermentados, que cumprem esse papel…

Mas com nossos cachorros, que só comem ração, é preciso suplementar!

Esse é um dos pontos nos quais o Longevi ajuda o seu amiguinho!

O Longevi é o primeiro super alimento canino. Ele é um suplemento sabor bacon que contém os probióticos tão necessários para a saúde do seu cão!

Ao melhorar a flora intestinal do cão, você deixa com o sistema imunológico dele blindado e previne o sangue nas fezes do cachorro.

Um bom microbioma intestinal garante:

  • Proteção e combate contra bactérias, vírus, protozoários e fungos que podem prejudicar a saúde do seu cãozinho;
  • Melhora na absorção dos nutrientes, já que as boas bactérias nos intestinos ajudam na digestão;
  • Evita que as fezes fiquem amolecidas ou fedidas;
  • Aumento da vitalidade, energia, longevidade e até a inteligência.

E tem mais: além dos probióticos, o Longevi possui um combo de 42 nutrientes e micronutrientes que melhoram os pelos, ossos, músculos e cérebro.

Se você quer prevenir doenças que levam ao sangue nas fezes do cachorro e ainda aumentar a longevidade do seu amiguinho, é hora dele experimentar.

Para conhecer melhor o Longevi, clique aqui e assista ao vídeo especial gravado pelo Julinho Casares, apresentador do programa Bom pra Cachorro e do quadro “Enquanto meu dono não vem”, da Record.

Cuide da saúde do seu melhor amigo. Ele vai adorar!

Compartilhe nas Redes Sociais

[easy-social-share]
blank
O original e mais reconhecido supersuplemento

Supersuplemento é um suplemento com mais de 2 funções chave, como por exemplo, ajudar a diminuir queda de pelos e aumentar o apetite. Um supersuplemento consegue entregar isso por ter propriedades nutricionais cientificamente validadas a fortalecerem mais de um marcador de saúde.

Você também pode gostar de…