Gravidez Psicológica em Cadelas: 5 Consequências e como Tratar

Você já ouviu falar da gravidez psicológica em cadelas?

Esse problema, também conhecido como pseudociese, ocorre devido a mudanças hormonais.

Ele é relativamente comum em fêmeas após o cio.

Como os sintomas variam de cão para cão, às vezes eles são pouco intensos e nem sempre os tutores conseguem identificá-los.

Mas é bom ter atenção…

Quando se tornam muito fortes, eles chegam a oferecer riscos à saúde da cachorrinha!

Segundo estudos, a gravidez psicológica em cadelas afeta entre 50 e 75% das fêmeas em algumas raças, como:

  • Beagle
  • Boxer
  • Afghan Hound
  • Dachshund
blank

Ainda assim, pode ocorrer em outras raças.

Por isso é tão importante saber identificar os sinais e, principalmente, se eles estão oferecendo algum perigo.

Então, acompanhe este artigo até o final para conhecer os principais sintomas, como lidar com eles e as melhores formas de evitar e tratar a pseudociese!

Sinais de gravidez psicológica em cadelas

A maioria dos especialistas concordam que a gravidez psicológica em cadelas acontece por causa de uma desregulação hormonal.

Quando ocorre o cio, muitas delas têm uma queda brusca do hormônio progesterona. Por outro lado, há o aumento da prolactina…

Esse último é o responsável pelas características da gravidez, e seriam importantes caso a cachorrinha realmente estivesse prenhe.

Mas, como ela não está, tudo muda.

Acredita-se que essa é uma herança evolutiva, muito normal e até benéfica nos antepassados dos cachorros domésticos.

Nos cães selvagens, que viviam em bando, a pseudociese possibilitava que as cadelas cuidassem dos filhotes umas das outras.

Assim, os pequenos cachorrinhos dificilmente ficavam sozinhos e com fome, pois sempre haveria uma mamãe substituta para cuidar deles e até dar de mamar, caso a mãe verdadeira estivesse ausente. Uma vantagem e tanto para a matilha!

Porém, como essa não é mais a realidade dos cães domesticados, que vivem com a gente nas nossas casas, a pseudociese às vezes torna-se um problema.

Em boa parte dos casos, passa naturalmente. Em outros, no entanto, persiste e necessita de uma ação do tutor.

Se a sua cadelinha está com algumas das características e comportamentos abaixo, pode se tratar de um caso de gravidez psicológica em cadelas. Veja:

Filhote “imaginário”

Um dos comportamentos que mais chama a atenção é que as cadelas com pseudociese costumam “adotar” algum objeto como filhote.

Isso mesmo! Elas podem pegar um brinquedo, uma roupa e até o seu chinelo, passando a cuidar dele como se fosse um filhotinho!

A cadela carrega o objeto para onde for, e cria “ninhos” pela casa, onde o coloca.

gravidez psicológica em cadelas

Há ainda cachorras que adotam outros animais da casa, se houver.

Talvez você já tenha assistido alguma reportagem sobre cadelas dando de mamar a outros pets, como gatos, por exemplo. É bem possível que se trate de um caso desses.

O animal pode inclusive ficar agressivo se alguém se aproximar do filhote imaginário – algo comum em fêmeas que deram cria e estão com o instinto de proteção aumentado.

Lactação

A gravidez psicológica em cadelas também faz com que elas deem leite ou ao menos apresentem alguma secreção na mama.

Mas sem um filhote real para mamar, essa mudança pode trazer consequências negativas para a saúde, como veremos mais à frente.

Mudanças físicas

É possível observar várias mudanças no corpo de cachorrinhas com pseudociese, como por exemplo:

  • Aumento das mamas – por causa do crescimento das glândulas mamárias, que geram leite e se preparam para alimentar um filhote;
  • Abdômen inchado – a barriguinha da sua pet pode até mesmo aumentar um pouco, devido às mudanças hormonais, e ela tende a ganhar peso;
  • Secreção vaginal – outro efeito dos hormônios.

Mudanças psicológicas e comportamentais

Veja algumas alterações comportamentos durante a gravidez psicológica em cadelas:

  • Aumento da agressividade – seja pela proteção do filhote imaginário ou pelas alterações hormonais em si, as cachorrinhas psicologicamente grávidas se tornam agressivas.
  • Depressão – o efeito pode ser inverso em outras, que acabam ficando depressivas.
  • Falta de apetite – desregulações de hormônios e o comportamento depressivo levam as cadelas com o problema a comerem menos ou rejeitarem a comida. Para saber um pouco mais sobre cachorros que param de comer, clique aqui para ler um artigo especial sobre o assunto.
  • Latidos excessivos ou uivos – o estado emocional, influenciado pela pseudociese, também leva as cadelinhas a uivarem.

Quais os riscos da pseudociese?

Agora que você já sabe quais os principais sintomas e como identificar a gravidez psicológica em cadelas, deve estar se perguntando quais complicações isso pode trazer.

Dentre elas, estão:

1 – Mastite

É a inflamação nas mamas, causada pela produção de leite que não é consumido por nenhum filhote.

O leite ou qualquer secreção resultante da gravidez psicológica em cadelas acaba sendo reabsorvido pelo organismo do animal, gerando inflamações.

2 – Machucados na mama

Pelo mesmo motivo anterior, muitas cadelas costumam se lamber excessivamente nas mamas, gerando machucados.

É bom ficar de olho, pois eles podem levar a infecções mais sérias.

3 – Piometra

A piometra é uma infecção no útero, gerada por bactérias que se alojam na parede do órgão.

Não acontece somente em cachorrinhas com gravidez psicológica, mas também com fêmeas que estão no cio, período propenso à ação desses micro-organismos.

4 – Infertilidade

Tanto a piometra quanto outras infecções no útero e nos ovários podem levar a cadela a se tornar infértil.

5 – Câncer

A reabsorção das secreções na mama, estranhas ao corpo, podem também gerar tumores.

Portanto, sempre que a gravidez psicológica em cadelas persistir e mostrar sintomas mais fortes, é importante procurar um veterinário.

Mas o melhor a fazer, como sempre, é se prevenir. Hora de saber como!

Cuidados para evitar e tratar a gravidez psicológica em cadelas

Tenha paciência

Como comentamos antes, a gravidez psicológica em cadelas é temporária. A princípio é necessário ter um pouco de paciência, para conferir se os sintomas passam naturalmente.

blank

A cadelinha talvez precise de um pouco de espaço, e os tutores devem tomar o devido cuidado. Principalmente se ela ficar mais agressiva.

É claro que tudo vai depender do estado do animal e do seu comportamento. Se alguns dos sintomas se mostrarem muito fortes, o melhor é procurar ajuda de um profissional o quanto antes.

Castração

Não tem jeito. A melhor forma de prevenir a gravidez psicológica em cadelas é a castração.

Fazendo isso são evitados todos os riscos listados anteriormente.

Se você não tem intenção de que sua cachorrinha dê cria ou se ela já teve filhotes, o ideal é castrá-la.

Cadelas castradas não entram no cio e não têm as alterações hormonais comuns desse período. Logo, não há riscos de pseudociese.

Mas há ainda outros benefícios na castração…

Ela acaba com o risco de câncer no útero e nos ovários e diminui também a possibilidade do câncer de mama, quando a castração é feita em cachorras mais jovens.

Alguns tutores notam que cães castrados se tornam mais calmos, e é verdade, o que vale tanto para machos quanto fêmeas.

Para entender melhor esses detalhes e tudo sobre a castração de cães, clique aqui e confira nosso post exclusivo sobre o tema.

Evitar lambedura

Sabe aquele “abajur” que alguns cachorros precisam usar no pescoço quando estão machucados ou fizeram cirurgia?

É o famoso colar elizabetano, que impede que o cão leve o focinho para lamber ou morder onde não deve.

Em casos de gravidez psicológica em cadelas que ficam lambendo as mamas em excesso, ele é de grande ajuda!

Medicamentos

O veterinário pode também receitar algum remédio para que a cadelinha melhore os sintomas.

São comuns os voltados para a lactação, por exemplo, mas lembre-se de somente dar medicamentos receitados por um profissional habilitado.

Depois de uma consulta e da avaliação do estado do animal, será indicada a melhor opção para o tratamento.

Melhorando a saúde psicológica e emocional da sua cachorrinha

Já pensou em melhorar a saúde psicológica e emocional da sua cachorrinha naturalmente, apenas com a alimentação?

Pois é…

Cada vez mais os veterinários veem a importância dos suplementos alimentares para cachorros.

É isso mesmo que você acabou de ler!

Suplementos para pets, com vitaminas, minerais e até micronutrientes vêm fazendo sucesso entre tutores e especialistas em animais de estimação.

Foi pensando nisso que surgiu o Longevi, primeiro super alimento para cachorros!

É um suplemento em pó para acrescentar na ração que seu cachorro já come.

Com ele, seu cão não fica apenas nos nutrientes básicos fornecidos pela ração seca, mas melhora a nutrição e turbina o organismo!

Um dos resultados que mais chamam a atenção dos tutores é a melhora na saúde psicológica e emocional dos cães que tomam Longevi.

Mas isso não é nenhum segredo. Afinal, o humor, a disposição e o ânimo estão diretamente ligados à alimentação.

Um cachorro bem nutrido, com todas os aminoácidos, vitaminas e minerais, será um cachorro mais feliz!

Além disso, a fórmula do Longevi tem micronutrientes que nenhum outro alimento canino tem, como a spirulina, uma alga unicelular que melhora o sistema cognitivo.

É ela que, em meio a um combo de 42 ingredientes naturais, tem promovido a inteligência dos pets.

Quer saber quais são os outros?

Então clique aqui e confira um vídeo exclusivo gravado pelo Julinho Casares, um dos maiores especialistas em comportamento canino do Brasil.

Ele explica como funciona esse novo super suplemento criador de super cães e quais os outros benefícios envolvidos.

Garanta saúde integral para seu cão com o Longevi!

Compartilhe nas Redes Sociais

blank
O original e mais reconhecido supersuplemento

Supersuplemento é um suplemento com mais de 2 funções chave, como por exemplo, ajudar a diminuir queda de pelos e aumentar o apetite. Um supersuplemento consegue entregar isso por ter propriedades nutricionais cientificamente validadas a fortalecerem mais de um marcador de saúde.

Você também pode gostar de…

Send this to a friend