Tudo sobre Carrapato em Cachorro e 5 Dicas para Lidar com o Problema

Você está lá tranquilo, brincando com seu melhor amigo de quatro patas, e de repente vê algo estranho em meio aos pelos…

É uma verruga? É um machucado?

Você chega bem perto e vê que não… Afinal, verruga não tem patinhas minúsculas nem essas cores diferentes!

Sim, trata-se de um baita carrapato em cachorro, sugando o sangue do seu pet!

É ele que tem causado aquela coceirinha que a família já vinha notando faz algum tempo!

O grande problema é que parasitas não são apenas um incômodo. Eles podem prejudicar muito a saúde do seu cão.

Então acompanhe este artigo até o final para saber o que fazer nesses casos!

Veja também como prevenir o carrapato em cachorro, protegendo o seu bichinho de estimação.

Vamos lá!

O que é o carrapato

É um aracnídeo, ou seja, um “parente” das aranhas, também com oito patinhas.

São considerados parasitas porque precisam de outros animais para manter seu ciclo de crescimento e reprodução.

Mais especificamente falando, eles se alimentam do sangue dos pets (e também de bois, cavalos etc.), descendo do animal para o ambiente nos períodos de crescimento.

carrapato em cachorro

As fases da vida do carrapato são:

  • Larva
  • Ninfa
  • Adulto

Resumindo: ele “almoça” no seu cachorro por um tempo, e desce quando muda de fase.

A ordem é:

  1. Fêmea se alimenta, desce do cão e põe os ovos;
  2. As larvas nascem e vão para o cão, também para sugar o sangue;
  3. Voltam para o ambiente e se transformam em ninfas;
  4. As ninfas, de novo, almoçam no seu cachorro;
  5. Saem, viram adultos e… voltam para o cão!
  6. Recomeça o ciclo, com as fêmeas botando mais ovos…

Entender essa parte é muito importante para prevenir carrapato em cachorro, como vamos ver adiante.

Dicas de combate ao carrapato em cachorro

Agora que você já foi apresentado a esse hóspede incômodo do seu cãozinho, é hora de mandá-lo para bem longe.

Confira:

1 – Limpe o ambiente

Como vimos, durante seu ciclo de vida, o parasita depende muito do ambiente.

É nele que os carrapatos mudam de fase!

Então a ideia é que você o pegue “no pulo”, quando não está no seu cão.

E a maneira mais fácil é cuidar da higiene do ambiente onde o seu cãozinho vive!

Pessoas que enfrentam o problema do carrapato em cachorro precisam sempre limpar pisos e até paredes.

Algumas texturas, como a madeira por exemplo, podem ter frestas onde o bichinho coloca os ovos.

Há alguns produtos carrapaticidas no mercado, especiais para esse tipo de limpeza. Mas tenha sempre cuidado ao usar, seguindo com atenção as recomendações do rótulo.

Os objetos que o cachorro usa também devem ser higienizados.

Lave casinhas, caminhas, panos, almofadas e até brinquedos, pois eles podem estar escondendo os parasitas.

Esses passos são fundamentais, pois não adianta nada remover o carrapato em cachorro se outros estão pelo ambiente, apenas esperando para voltar para o cão!

Remédio caseiro para limpar carrapatos do ambiente

Um remédio caseiro para livrar os ambientes dos carrapatos é o vinagre de maçã com bicarbonato de sódio.

A receita é simples:

 – Misture 2 xícaras de vinagre de maçã com 1 xícara de água morna e 1/2 colher de bicarbonato de sódio.

 – Coloque em um spray e borrife no ambiente.

 – Pode-se fazer isso até 3 vezes por semana, o que ajuda a interromper o ciclo do carrapato.

2 – Saiba como remover o parasita

carrapato em cachorro

Muitas vezes, o primeiro impulso de um tutor ao ver um carrapato em cachorro é puxá-lo com toda força.

Afinal, ninguém quer um aracnídeo sugando o sangue do seu cãozinho!

Mas antes de fazer isso, é preciso tomar cuidados.

Se você viu um carrapato no seu animal de estimação, é bem provável que haja escondidos.

Portanto, o ideal é dar um banho nele com algum produto anticarrapato ou usar os diferentes tipos de remédio para carrapato em cachorro.

Agora, se mesmo assim você quer removê-lo, o melhor é usar luvas, pois alguns carrapatos podem transmitir doenças.

Usar uma pinça é outra boa ideia! E tenha à mão algum produto antisséptico para passar no local depois da remoção, certo?

3 – Xampus e sabonetes

No caso de carrapato em cachorro, os xampus e sabonetes antiparasitas costumam ser eficazes.

Com eles, você não arranca os carrapatos, o que pode até ferir o cão, mas os mesmos morrem e se soltam da pele do animal em contato com o produto.

Mas esse é um uso pontual, que vai remover os parasitas naquele momento. Lembre-se que de tomar outras atitudes que evitem novas infestações.

4 – Coleira antiparasitas

As coleiras anticarrapatos (e também as antipulgas) funcionam liberando lentamente um químico que extermina esses parasitas.

Esses produtos, é claro, são tóxicos apenas para os carrapatos, mas é sempre bom ficar de olho nas instruções de uso.

Em alguns casos as coleiras anticarrapatos e antipulgas não são indicadas, dependendo da idade e estado de saúde do cachorro.

5 – Remédio para carrapato em cachorro

Há também vários tipos de remédio para carrapato em cachorro, como:

Comprimidos

Os comprimidos para o combate de carrapatos e pulgas têm sido cada vez mais usados pelos tutores.

Dependendo da marca, eles prometem durações diferentes no combate aos parasitas.

Alguns funcionam por vários meses, exterminando-os assim que chegam ao seu cão.

Assim, elimina-se o ciclo matando o bichinho enquanto ele se alimenta.

É bom combinar essa estratégia com a limpeza do ambiente, onde o carrapato se encontra em outros períodos (comentado no primeiro item desse artigo).

Afinal, higiene nunca é demais, até mesmo para evitar outros problemas!

Ampolas / pipetas

Há também os remédios líquidos, vendidos em ampolas ou pipetas, que devem ser espalhadas pelo corpo do pet.

Seu funcionamento é similar ao da coleira antiparasitas, pois trata-se de um remédio externo.

A diferença é que com a coleira o químico solta-se durante a movimentação do cão, enquanto esses produtos devem ser colocados na pele do animal.

Por fim, se você pretende dar qualquer remédio para carrapato em cachorro para o seu cãozinho, é sempre bom trocar uma ideia antes com o veterinário!

Estamos falando de produtos químicos, então o melhor é ter bastante conhecimento antes de qualquer decisão.

Carrapato em cachorro: entenda os riscos

Há motivos de sobra para evitar o carrapato em cachorro.

Só proporcionar mais bem-estar aos pets já seria suficiente, mas mesmo assim é preciso conhecer os outros problemas (alguns bem graves) que podem ser causados por esses parasitas.

Veja algumas doenças:

Febre maculosa

Transmitida pelo carrapato-estrela, podendo afetas tanto os pets quanto os humanos.

Ela acontece quando o parasita está contaminado com a bactéria causadora da doença.

Os sintomas são febre alta, dor no corpo, desânimo, perda de apetite e erupções na pele.

Seu tratamento é fácil, principalmente no início. Mas sem cuidados, pode evoluir para prejuízos nos órgãos internos e até a morte.

Erliquose (doença do carrapato)

A erliquiose, também conhecida pelo nome popular de doença do carrapato, é uma das mais comuns relacionadas ao carrapato em cachorro.

Quando um carrapato infectado com a bactéria da erliquiose pica o cão, a mesma passa para a corrente sanguínea.

carrapato em cachorro

A doença prejudica a os glóbulos brancos (células de defesa), plaquetas e hemácias, o que provoca uma queda na imunidade e um quadro de anemia.

Se seu cachorro está com perda de apetite, febre e perda de peso, ele pode estar com a doença do carrapato.

Babesiose

Doença de transmissão similar à erliquiose, com sintomas também parecidos, mas causada por um protozoário.

Ela afeta principalmente os glóbulos vermelhos, levando a uma anemia grave.

Borreliose (doença de Lyme)

Outra doença causada por carrapato em cachorro, levando a lesões na pele e problemas nas articulações.

É mais comum nos países do hemisfério norte e pode ser transmitida dos animais para os humanos.

Ao notar os sintomas de qualquer uma dessas doenças, leve seu cão imediatamente ao veterinário.

Quanto antes ele for diagnosticado e tratado, mais rápida será a melhora. Ser ágil nesses casos é fundamental!

Boa nutrição para uma super imunidade

O melhor que você pode fazer pelo seu pet é prevenir os carrapatos, mas sabemos que nem sempre é possível.

E quando eles aparecem, infelizmente podem levar às doenças citadas acima…

Uma boa nutrição pode não evitar esses problemas, mas se seu cão está com a imunidade alta, vai enfrentar qualquer doença de frente e reagir melhor aos tratamentos!

A prevenção é a chave, e por isso cada vez mais os veterinários e especialistas em comportamento animal indicam os suplementos nutricionais caninos.

O Longevi é o primeiro super suplemento para cachorros.

Ele contém um blend premium de 42 nutrientes, vitaminas, minerais e micronutrientes que turbinam a saúde dos cães.

Um dos ingredientes são os probióticos, bactérias boas que formam uma flora intestinal saudável e blindam o sistema imunológico do cão.

Se seu cãozinho for afetado por alguma doença, pode ter certeza de que ele vai ter força para lutar contra ela!

O Longevi é um suplemento em pó, o que facilita de ser misturado com a ração. E o delicioso sabor de bacon faz com que os cães comam tudo!

Mas a melhora da imunidade é apenas um dos pontos.

Esse combo de nutrientes melhora a saúde canina de diversas maneiras diferentes.

Para que você entenda melhor, Julinho Casares, um dos especialistas em comportamento animal mais conhecidos do Brasil, gravou um vídeo exclusivo explicando.

Julinho já ajudou muitos tutores e seus cães no programa Bom pra Cachorro e no quadro “Enquanto meu dono não vem”, da Record, e já está dando o Longevi para seus cães.

Clique aqui para assistir ao vídeo e entender por quê!

Compartilhe nas Redes Sociais

blank
O original e mais reconhecido supersuplemento

Supersuplemento é um suplemento com mais de 2 funções chave, como por exemplo, ajudar a diminuir queda de pelos e aumentar o apetite. Um supersuplemento consegue entregar isso por ter propriedades nutricionais cientificamente validadas a fortalecerem mais de um marcador de saúde.

Você também pode gostar de…

Send this to a friend