10 Fatos sobre o Shih Tzu para quem Ama a Raça!

blank

Por Redação Petvi

Acreditamos que a nutrição personalizada é a chave para uma vida feliz – e é por isso que nos esforçamos para fornecer ao seu animal de estimação as soluções nutricionais mais avançadas do mercado.

26/02/2021

O Shih Tzu é mais um dos cachorros de raça pequena que fazem sucesso não só aqui no Brasil, mas em vários países do mundo!

Originalmente, esse pequenino foi criado a partir do cruzamento de outras duas raças: o pequinês e o Lhasa Apso, outras duas conhecidas.

Mas apesar de hoje ser conhecido em todo o planeta, durante muitos séculos o cão Shih Tzu ficou restrito aos antigos imperadores chineses.

Sim, ele era muito amado entre a realeza, especialmente entre os séculos 14 e 17.

Há várias histórias e até lendas de como se deu o desenvolvimento da raça, mas o que se sabe é que eles eram tão queridos pelos nobres da China que não eram dados nem vendidos para os ocidentais.

Para se ter uma ideia, apesar de já existirem a séculos, foram levados à Europa só em 1930.

Chegaram aos Estados Unidos apenas depois da Segunda Guerra Mundial, quando soldados americanos voltaram pra casa trazendo alguns Shih Tzus adotados.

Depois disso, a raça foi ficando cada vez mais conhecida, até chegar ao sucesso atual – que não é pouco!

Em geral, o cachorro Shih Tzu vive entre 10 e 15 anos, tem o peso ideal por volta de 10 kg e mede cerca de 30 cm de altura.

E claro, são muito, muito fofos!

Alguns fatos sobre o cão Shih Tzu

É hora de conhecer os principais fatos e informações sobre esses cãezinhos tão queridos. Confira!

1 – Late com frequência

Bom, se você está esperando um cãozinho silencioso, que nunca late… Pode esquecer!

O Shih Tzu tem o hábito de latir bastante quanto nota algo diferente.

shih tzu

Um barulho em casa ou no vizinho, vozes desconhecidas, ou mesmo pra chamar a sua atenção…

Seu pequeno vai latir!

Essa é uma preocupação para pessoas que moram em apartamento, mas saiba que há como dar uma boa educação para o seu cachorro.

Não brigue com seu Shih Tzu. Ensine o certo!

Adestrá-lo para que não seja tão ansioso com novidades é uma ajuda e tanto para controlar os latidos, evitando excessos que incomodam sua família e talvez os vizinhos.

2 – Gosta de companhia

Falamos mais acima sobre como os Shih Tzu era os favoritos da realeza chinesa…

Esse fato se dá por serem ótimos cães de companhia, carinhosos e sempre atentos à presença do tutor.

Adoram atenção e ficar junto com os membros da família, o que é outro motivo da preferência de muitos por essa raça.

Mas é preciso tomar cuidado, pois cães apegados demais podem sofrer com ansiedade de separação quando ficam sozinhos.

Então, mesmo que esteja sempre com ele, vale a pena acostumá-lo desde pequeno a ficar sozinho em alguns momentos.

Isso vai evitar que fique latindo demais, estressado ou destruindo as coisas se por acaso ficar a sós.

3 – É teimoso

Com você viu, as dicas anteriores mostram que alguns probleminhas de comportamento podem ser contornados com um pouco de treino.

Mas é preciso deixar claro que treinar um Shih Tzu exige certa dose de paciência…

Eles são inteligentes, mas ao mesmo tempo, teimosos!

Não é impossível ensiná-lo a se comportar e até a fazer alguns truques.

Apenas tenha em mente que pode demorar um pouco mais para que o pet aprenda, e talvez seja necessário repetir mais vezes o comando.

Com determinação e um adestramento positivo você vai conseguir.

4 – Não tem um padrão de cor

blank

Ao contrário de outras raças, os Shih Tzu não têm um padrão de cor determinado.

Os tons dos longos pelos variam bastante. O que não é um problema, afinal, assim acabam se formando lindas combinações!

5 – É simpático e amigo de todos

Por ser um cão de companhia, já era de se esperar que o Shih Tzu se dê bem com todo mundo.

Ele convive harmoniosamente com outros pets e crianças.

Na verdade, o principal cuidado não é que o cão traga risco às pessoas, mas o contrário: por ser pequeno e ter partes sensíveis, como os olhos, tome cuidado.

Outros animais ou crianças pequenas, que ainda não medem muito bem a força dos seus carinhos, podem até machucar o Shih Tzu.

6 – Tem focinho achatado

Assim como o pug, o boxer e os buldogues, o Shih Tzu é um cão braquicéfalo, ou seja, tem o focinho achatado.

Embora isso faça essas raças serem consideradas fofas, é algo que pode trazer certas complicações.

Uma delas é uma tolerância menor ao calor, já que a respiração é um pouco prejudicada pelo formato do focinho.

Pelos mesmos motivos, as atividades físicas do Shih Tzu não devem ser muito longas ou intensas.

Mas nada de deixar o seu amiguinho se tornar sedentário, certo? É preciso equilíbrio!

7 – Vive bem em apartamento

Por ser pequeno, o Shih Tzu não precisa de tanto espaço e se dá muito bem em apartamentos.

É claro que ele pode viver em casas grandes, mas não se sente mal em locais menores.

Lembre-se apenas de se atentar a detalhes como o nível de latidos e a possível falta de exercícios – ambos problemas que com disciplina e treinamento são simples de resolver.

8 – Precisa de cuidados com os pelos

Se você já viu aqueles Shih Tzus com pelagens enormes e bonitas, deve ter pensado: “Será que dá trabalho cuidar desses pelos?”

De fato, algum trabalho será necessário. Mas nada muito diferente de outros cães de pelos longos.

Em primeiro lugar, esse cãozinho precisa ser escovado para evitar que o pelo se embole e crie nós.

Também são necessários banhos frequentes (uma vez por semana, mais ou menos) e tosas para evitar que os pelinhos cresçam demais.

9 – Precisa de cuidados com os olhos

Os olhinhos do Shih Tzu precisam de cuidados especiais por dois motivos.

O primeiro é, novamente, o focinho achatado, que acaba deixando os olhos mais expostos a objetos que podem feri-los.

Além disso, os pelos próximos aos olhos precisam de atenção na hora da tosa, pois se ficarem grandes, podem esbarrar no globo ocular e causar irritações.

É isso mesmo… Cuide bem da “franja” do seu pet!

10 – É propenso a alguns problemas de saúde

shih tzu

Várias raças de cães apresentam risco maior de certas doenças e problemas de saúde.

Por isso é sempre bom saber quais são elas, para já se prevenir do que pode acontecer.

Muitas vezes, é esse conhecimento que garante ainda um diagnóstico mais rápido e tratamento precoce – fundamental para o bem-estar do seu cão caso ele adoeça.

Os problemas aos quais o Shih Tzu é propenso são:

Apneias e infecções respiratórias: complicações que podem acontecer por causa do focinho achatado.

Coprofagia: o hábito de comer o próprio cocô, que afeta alguns cachorros. Cães pequenos, como o Shih Tzu, às vezes podem ter essa tendência. Entenda melhor a coprofagia no nosso artigo especial sobre o assunto, clicando aqui.

Obesidade: o focinho achatado e morar em espaços menores são fatores que levam o Shih Tzu a se exercitar menos, o que acaba levando à obesidade. Fique de olho!

A melhor nutrição para o Shih Tzu

Agora que você já sabe quais cuidados deve tomar com seu cachorro da raça Shih Tzu, talvez esteja se perguntando qual a melhor alimentação para esse pequenino.

O importante é que você dê uma ração de qualidade nas quantidades indicadas para o peso e idade do seu cão.

Além disso, muitos veterinários e especialistas vêm indicando suplementos alimentares para os pets, porque muitas vezes eles não conseguem absorver todos os nutrientes somente com a ração.

E mesmo aquelas mais “premium” podem não ter tudo o que seu pet precisa para dar um passo além na saúde.

É pensando nisso que foi criado o Longevi, o primeiro super suplemento para cães!

O Longevi é um suplemento em pó sabor bacon para ser misturado com a ração que você já usa.

São 42 micronutrientes, vitaminas e minerais essenciais para a saúde de todo cachorro!

Entre eles, alguns que podem ajudar em vários itens que citamos sobre o Shih Tzu, como:

Níveis de energia

Nutrientes como a spirulina, que fornece aminoácidos essenciais, melhora a energia e a disposição para as atividades diárias, prevenindo o sedentarismo.

Pelos mais bonitos

Os pelos longos do Shih Tzu precisam de nutrição adequada para crescerem bonitos, fortes e saudáveis.

O Longevi conta com a biotina, uma vitamina do complexo B responsável pelo fortalecimento da pelagem.

Prevenção da coprofagia

Muitas vezes, a coprofagia é causada porque o cão instintivamente busca nas fezes algum nutriente que está em falta na dieta.

Quando você turbina as vitaminas, minerais e proteínas da alimentação com o Longevi, reduz bastante os riscos desse problema.

Além disso, o suplemento é enriquecido com probióticos, que melhoram a flora intestinal, aumentando a imunidade e a absorção dos nutrientes.

E bom, esses são só alguns dos benefícios. Afinal de contas, são 42 ingredientes!

Para que você entenda tudo sobre o Longevi, Julinho Casares, um dos maiores especialistas em comportamento animal do Brasil, gravou um vídeo especial.

Julinho, que já ajudou muitos cães e seus tutores no programa Bom pra Cachorro e no quadro “Enquanto meu dono não vem”, da Record, vai explicar passo a passo como o Longevi funciona e como age no seu cão.

Clique aqui para assistir!

Compartilhe nas Redes Sociais

blank
O original e mais reconhecido supersuplemento

Supersuplemento é um suplemento com mais de 2 funções chave, como por exemplo, ajudar a diminuir queda de pelos e aumentar o apetite. Um supersuplemento consegue entregar isso por ter propriedades nutricionais cientificamente validadas a fortalecerem mais de um marcador de saúde.

blank

Por Redação Petvi

Acreditamos que a nutrição personalizada é a chave para uma vida feliz – e é por isso que nos esforçamos para fornecer ao seu animal de estimação as soluções nutricionais mais avançadas do mercado.

26/02/2021

Você também pode gostar de…

Send this to a friend