As 19 Melhores Raças de Cachorro Pequeno para Apartamento

O número de pessoas que vivem em apartamento no Brasil vem crescendo bastante nos últimos anos.

E, ao mesmo tempo, o número de pets nos lares brasileiros também aumenta a cada dia.

Ou seja…

O número de cães que vivem em apartamento só tende a aumentar!

Se você gosta de cachorros, vive em um “apê” e ainda não tem um amigo peludo na família, com certeza já pensou nisso!

O mesmo ocorre com muitas pessoas que querem adotar um cãozinho, mas ficam em dúvidas sobre qual a melhor raça para morar em espaços menores.

Nesse momento, as raças de cachorro pequeno costumam ser a melhor opção, tanto pelo espaço quanto pelos cuidados necessários.

Mas você sabe quais são eles?

Então acompanhe este artigo até o final para saber quais as melhores características para um cão de apartamento, quais as raças de cachorro pequeno mais indicadas e algumas dicas de cuidado.

Vamos lá?

O que um cão precisa para morar em apartamento?

Para responder a essa pergunta, devemos levar em consideração o tamanho do apartamento e as necessidades do animal.

É claro que existem apartamentos bem grandes por aí, mas em geral, eles são menores que as casas, além de nem sempre possuírem espaços externos mais amplos.

Gasto energético

É por isso que, em apartamentos, a preferência é por pets que não necessitem de gastar tanta energia.

Como em geral as raças de cachorro pequeno apresentam essa característica, elas já se tornam mais adequadas para o seu apê.

Mas, atenção…

Não estamos falando de deixar o seu cão sedentário.

Apenas que, pelo tamanho, ele não precisaria se exercitar tanto quanto o cachorro grande, sendo suficiente menos espaço para isso.

Mas os passeios e atividade física continuam sendo fundamentais, certo?

Temperamento

Outra característica à qual se deve estar atento é o temperamento. As raças de cães mais dóceis e calmos poderão se adaptar mais facilmente.

Até porque você não quer um cão que facilmente se estressa pelas limitações de espaço – o que pode resultar em sapatos roídos e sofás destruídos!

Cães mais calmos também irão latir menos, o que é uma boa ideia em condomínios de apartamentos.

Ninguém quer ouvir reclamação dos vizinhos, não é mesmo?

É claro que isso pode acontecer até com as raças de cachorro pequeno mais dóceis, mas tudo depende dos cuidados que você terá com o animal e como vai educa-lo, conforme vamos ver ao final deste artigo.

As melhores raças de cachorro pequeno para apartamento

Veja algumas raças de cachorro pequeno que reúnem boas características para viverem em lares menores e apartamentos:

1 – Pug

raças de cachorro pequeno - pug

Considerado por muitos um dos melhores cachorros para viver em apartamento, o pug é um companheiro leal.

Pelo seu tamanho, pode gastar energia em espaços menores.

Ele é sensível a temperaturas muito altas ou baixas, se adaptando bem a apartamentos onde geralmente as temperaturas são mais amenas.

Mesmo assim, tenha atenção para fornecer um ambiente fresco no verão e quentinho no inverno!

2 – Bulldog francês

blank

O bulldog francês é uma das raças de cachorro pequeno que mais tem feito sucesso atualmente, subindo do ranking dos cachorros mais populares do mundo.

É um cão silencioso, ponto positivo para aqueles que querem tê-lo em aparamento.

Por outro lado, se não for bem educado e gastar energia, pode ser um tanto quanto bagunceiro.

Alguns cuidados especiais com o bulldog francês são: promover a socialização desde cedo e cuidar da pele, que tende a ser sensível.

3 – Bulldog inglês

blank

Algumas pessoas acham que o bulldog inglês tem cara de mau, mas é só fachada. Ele é simpático e carinhoso!

Embora não seja um cão tão pequeno, pode se dar bem em apartamentos, pois não tem muita energia.

Talvez você até ache este pet preguiçoso demais, pois ele adora uma cama!

Mas tenha cuidado, pois é uma raça que costuma apresentar problemas de saúde. Faça sempre acompanhamento veterinário para checar o estado do seu amigo.

4 – Boston Terrier

blank

Muitas vezes, o boston terrier é confundido com o bulldog francês. Mas se você reparar bem, verá que ele é um pouco mais alto e leve.

Talvez por conta disso, é mais ativo e exige um pouco mais de exercícios.

Então, mesmo sendo uma das raças de cachorro pequeno consideradas boas para apartamento, ele vai exigir que você passeie e brinque bastante.

5 – Lulu da Pomerânia (Spitz Alemão)

blank

Mais uma das raças de cachorro pequeno que fazem sucesso por ser fofa é o lulu da Pomerânia. Mas toda essa fofura esconde um segredo…

Este belo cãozinho tem uma personalidade forte e ativa!

Se não for bem adestrado, ele pode se tornar ciumento e até bravo, principalmente com relação aos seus tutores.

Outro ponto a se destacar é que o bichinho solta bastante pelos, então, prepare a vassoura!

Apesar desses pontos, é um ótimo companheiro para toda a família e tem porte pequeno, podendo se adaptar bem aos lares menores.

6 – Shih Tzu

blank

Esta é outra das raças de cachorro pequeno queridinhas pelo seu aspecto de bichinho de pelúcia.

É companheiro, dócil e calmo – mas isso requer que ele aprenda a se socializar, evitando o estresse e que fique destrutivo em casa.

Além de ser de porte pequeno, o shih tzu requer tosa frequente, ok?

7 – Lhasa Apso

blank

Tem um temperamento parecido com o dos shih tzu, sendo um bom companheiro que precisa de tosa constante.

Mas o lhasa tem uma característica especial que fazem deles bons cães para apartamento…

Comparados com outras as raças de cachorro pequeno, eles são considerados independentes, e se acostumados desde cedo, não sofrem por ficarem algum tempo sozinhos sem os tutores.

Por outro lado, um ponto que pode ser considerado negativo para a vida em apartamentos é que eles também são bons “vigias”, costumando latir bastante na sua porta.

8 – Chihuahua

blank

Quando o assunto é tamanho, o chihuahua é o campeão entre as raças de cachorro pequeno.

Considerada a menor raça do mundo, esses pequenos notáveis chegam a no máximo 3 kg!

Mesmo pequenininhos, tem bastante personalidade e são fiéis aos seus tutores.

Além disso, os chihuahuas vivem muito, tendo uma expectativa de vida de até 20 anos!

Porém, eles apresentam tendência genética a certas doenças e são muito sensíveis a mudanças climáticas.

Então, tenha cuidado com o seu pequenino!

9 – Yorkshire terrier

blank

Mais uma raça de porte pequeno enérgica e brincalhona, o yorkshire terrier é conhecido em todo o mundo.

Os pontos positivos para o apartamento, além do tamanho, são os pelos, que causam menos reações alérgicas a pessoas com esse tipo de problema.

Apesar de fofos, eles costumam agir como cães de guarda, latindo para estranhos e tomando conta da casa.

Os yorkshires precisam ser bem educados, pois seu excesso de energia pode os levar a terem mau comportamento, como fazer as necessidades no lugar errado e destruir objetos.

Se seu cão faz xixi no lugar errado, confira aqui um post especial com dicas para treiná-lo!

10 – Cavalier King Charles Spaniel

blank

Mais um cão bonito e pequeno, o cavalier king charles spaniel é originário da Inglaterra, sendo conhecido por séculos como acompanhante dos nobres.

Como a raça foi desenvolvida para ser um cão de companhia, ele certamente vai adorar passar o tempo com a sua família.

É paciente e dócil, se dando bem inclusive com crianças, e não gosta muito de ficar sozinho.

11 – Maltês

blank

O maltês é uma das raças de cães mais antigas que existem, fazendo sucesso pela sua pelagem macia e seu temperamento brincalhão.

São uma das melhores raças de cachorro pequeno para viverem em apartamento pelo tamanho e docilidade, mas também precisam de bastante companhia.

Se ficarem muito sozinhos, podem até desenvolver estresse por separação.

12 – Poodle Toy

blank

O poodle toy é a menor versão da raça poodle, que por ser pequena é bastante procurada para viver em apartamentos e casas menores.

Mas eles também não gostam de ficar sozinhos, têm bastante energia e tendência a latir.

Portanto, requerem atenção e adestramento para evitar que se transformem em bagunceiros barulhentos.

Por sorte, os poodles são muito inteligentes. Se você o educar corretamente ele não lhe trará problemas e será um grande companheiro!

13 – Bichón Frisé

blank

O bichón frise é mais um desses peludinhos simpáticos, com o benefício de ser um cão mais silencioso, que não costuma latir muito.

Gosta de crianças, é carinhoso, brincalhão e inteligente. Ensine alguns truques e ele vai divertir toda a família!

Ele se adapta bem a apartamentos, mas é mais um daqueles pets que são apegados ao dono e não se sentem bem se deixados muito tempo sozinhos.

14 – Cocker Spaniel Inglês

blank

O cocker spaniel é uma das raças de cachorro pequeno que você pode ter em apartamento, mas ele requer cuidados especiais com a atividade física.

Como são cães bastante ativos, você precisará brincar e passear bastante. Então, prepare a coleira e a bolinha para se divertir com seu amigo!

Caso não gaste energia suficiente, o cocker pode ficar muito agitado e até destruir coisas.

Então se você quiser ter um, tenha consciência de que ele vai precisar bastante da sua atenção.

15 – Schnauzer miniatura

blank

O schnauzer miniatura é a versão menor do schnauzer, sendo, portanto, uma opção para viver em espaços menores.

Mas mesmo assim não se descuide, pois da mesma forma que o cocker, este bigodudo vai precisar de bastante atividade física para gastar toda a energia que tem.

A compensação é um cão de companhia para toda a família e que adora ser o centro das atenções.

16 – West Highland White Terrier

blank

Outro cão pequeno e muito sociável, chama atenção pela sua pelagem clara e sua carinha simpática.

E não é só a cara…

Eles são bastante dóceis, amáveis e inteligentes, tendo facilidade no aprendizado de truques e disciplina.

17 – Daschund

blank

O famoso “salsicha” é uma raça muito querida no Brasil, e não é pra menos.

Eles são animados e cheios de personalidade. Como são um pouco teimosos, o mais adequado é ensiná-lo a ter disciplina desde filhote.

Apesar de se adaptarem bem a apartamentos, também precisam gastar bastante a energia.

Os daschund tem o instinto de caçar e cavar, e por isso necessitam de passeios e um ambiente estimulante.

Outro fator a se levar em consideração é a preocupação com o peso.

Por serem compridos, tendem a ter problemas de coluna, ainda mais se engordarem além do necessário.

E como cães de apartamento geralmente gastam um pouco menos de energia, você deve ter atenção à alimentação e às formas de compensar isso, ajudando seu amigo a queimar calorias.

18 – Pequinês

blank

Mais uma das raças de cachorro pequeno conhecidas por serem bons cães de companhia, o pequinês é um baixinho corajoso.

Mesmo carinhoso, pode ser um pouco invocado e agir às vezes como cão de guarda.

Esse comportamento acaba gerando excesso de latidos em alguns casos, por isso é importante adestrá-lo desde cedo – ainda mais porque o pequenino costuma ser um pouco teimoso…

O ponto positivo é que pelo seu tamanho ele vive bem em apartamentos, sem a necessidade de grandes gastos energéticos.

19 – Vira-latas

blank

Como você sabe, os vira-latas não são bem uma raça, mas uma grande mistura!

É difícil saber como um vira-lata filhote ficará quando adulto, a menos que saibamos quem são os pais. Mesmo assim isso só dá pra ter uma ideia…

Para ter um vira-latas em apartamento, o ideal é certificar-se de que ele não vá crescer muito.

A única forma de ter certeza disso é adotá-lo já adulto, ou como comentamos, adotar filhotes de vira-latas pequenos.

O comportamento também é uma caixinha de surpresas…

Por isso, saber como ensinar o cão desde cedo será fundamental para garantir um bichinho comportado. E, é claro, não deixe de lado os passeios ao ar livre!

Cuidados necessários com raças de cachorro pequeno no apartamento

Ter um pet no apartamento, mesmo que seja de alguma dessas raças de cachorro pequeno, requer certos cuidados.

Alguns já adiantamos, mas outras são novas, então acompanhe com a gente:

Atividade física (para a parte física e mental)

Não é porque se trata de um cachorro de pequeno porte que você deve deixar de passear com ele.

Mesmo cães que precisam gastar menos energia necessitam de atividade física.

Ela é fundamental para manter o peso, os músculos e a socialização com outros animais e pessoas!

Companhia (para dar o carinho que ele merece)

Cachorros que ficam sozinhos em apartamentos, dependendo da raça, podem sentir ansiedade de separação.

O ideal, portanto, é que ao sair você deixe um ambiente estimulante para o pet, com brinquedos inteligentes ou até petiscos escondidos para que ele se divirta enquanto está só.

E quando estiver em casa, tire um tempo para seu amigo, pois ele vai estar com saudades de brincar e receber a atenção merecida!

Nutrição (para ajudar na vida do seu cão em apartamento)

Assim como qualquer cachorro, os cães que vivem em apartamento precisam de cuidados especiais na alimentação.

E quando eles fazem as necessidades dentro de casa, isso é ainda mais importante. Principalmente no caso do cocô.

Mesmo que você separe um espaço para ser o “banheiro” do seu amigo e o ensine que ali é o lugar certo, a nutrição é fundamental para que as fezes sejam durinhas e não tenham o cheiro muito forte.

Afinal, lembre-se que vocês estão dentro de um apartamento, onde um cocô fedido com certeza vai incomodar muito mais do que o normal!

Uma das formas de resolver o problema é o uso de suplementos como o Longevi – o primeiro superalimento para cachorros!

O Longevi é feito com matérias-primas naturais e conta com vitaminas e minerais que melhoram a saúde do seu amigo.

Um dos benefícios dessa nova forma de nutrir seu cão é a presença de probióticos, que melhoram a flora intestinal e evitam o cocô mole e fedorento.

Eles também turbinam a imunidade, ao oferecer a proteção das bactérias boas intestinais

Mas não é só isso…

Se você tem um cão em apartamento (seja de raças de cachorro pequeno ou maiores), o Longevi vai ajudar bastante porque:

  • O complexo vitamínico do Longevi reduz a queda de pelos, deixando seu cão mais bonito e saudável e também facilitando a faxina;
  • Os micronutrientes ajudam na saúde mental do seu amigo, melhorando o humor e ajudando cães que moram em espaços menores e às vezes ficam um pouco sozinhos.
  • A boa nutrição dá ao seu pet energia e disposição de forma equilibrada, para que ele viva bem no apartamento sem se transformar naquele cachorro que destrói seu chinelo e seus móveis!

Por ser um suplemento em pó, é fácil dar Longevi para o seu cãozinho. Basta misturar na ração que você já usa.

Leva só poucos segundos e seu cachorro vai adorar o sabor bacon. Com certeza ele irácomer com mais gosto e animação!

Quer saber mais sobre o Longevi?

Então clique aqui para assistir ao vídeo gravado pelo Julinho Casares, apresentador do programa Bom pra Cachorro e do quadro “Enquanto meu dono não vem”, da Record.

Nele Julinho explica como o Longevi funciona e quais os outros benefícios desses superalimento.

Tanto para raças de cachorro pequeno em apartamento, cães grandões em quintais ou qualquer outro cão, é hora de dar um passo além…

Melhore a nutrição do seu amigo e tenha certeza de que ele ficará mais saudável, ganhando em longevidade e ficando mais tempo ao lado da sua família!

Compartilhe nas Redes Sociais

blank
O original e mais reconhecido supersuplemento

Supersuplemento é um suplemento com mais de 2 funções chave, como por exemplo, ajudar a diminuir queda de pelos e aumentar o apetite. Um supersuplemento consegue entregar isso por ter propriedades nutricionais cientificamente validadas a fortalecerem mais de um marcador de saúde.

Você também pode gostar de…

Send this to a friend