Gato Gordo: 4 Motivos para a Obesidade Felina e Como Evitá-la

Ter um gato gordo em casa pode parecer algo fofo e até engraçado…

Mas não é algo tão divertido assim quando nos damos conta dos riscos envolvidos para o pet!

Estar acima do peso pode levar seu gatinho a vários problemas de saúde, fazendo com que ele viva menos. E temos certeza de que ninguém quer isso…

Mas a boa notícia é que há soluções para o gato obeso, e quanto antes você começar, melhor!

No artigo de hoje, você vai descobrir quais os principais fatores que deixam o gado gordo ou acima do peso, como saber se ele está passando por isso e, é claro, como dar um jeito nesse problema.

Vamos lá!

O que deixa um gato gordo?

Afinal, o que deixa o seu gato “gordinho”? Existem fatores de risco? Segundo a ciência, sim. Há até mesmo algumas raças mais propensas à obesidade. 

Veja:

1 – Doenças

Algumas doenças podem ser as responsáveis pelo sobrepeso do seu pet, como o hipotireoidismo, por exemplo.

Por isso é sempre importante conversar com seu veterinário a respeito!

2 – Sexo

Em geral, gatos do sexo masculino apresentam maior tendência ao excesso de peso.

Mas é óbvio que, sem os cuidados necessários, as fêmeas também podem ficar obesas, certo? Atenção!

3 – Idade

Os gatos na fase adulta, principalmente entre os 5 e 10 anos de idade, têm maior possibilidade de ficar acima do peso. 

Mas é necessário ter atenção não só nesse momento… Manter hábitos saudáveis mesmo em gatos mais novos é fundamental para que ele não engorde demais quando a idade chegar.

4 – Raça

Você tem um gato sem raça definida? Se sim, atenção redobrada! 

Comparados aos gatos de raça, os SRD têm maior probabilidade de se tornarem um gato gordo ou com excesso de peso.

Como identificar um gato gordo ou acima do peso

gato gordo

Mas, afinal, como saber se você tem um gato gordo em casa ou se ele está acima do peso recomendado?

Em caso de dúvidas, nunca deixe de consultar o veterinário. Mesmo assim, observar um pouco costuma ajudar nessa identificação…

O primeiro passo é acariciar o gato na região lateral da barriga. 

Se você não sentir as costelas dele, possivelmente ele está com sobrepeso (uma dica que vale também para os cães).

Até mesmo uma boa olhada é capaz de dizer se você está diante de um gato gordo ou não…

A falta de cintura aparente e o abdômen arredondado são sinais claros de obesidade felina! Sim, é algo bem óbvio, mas importante de ser mencionado…

Por fim, se notar que seu gatinho está com dificuldades de locomoção, andando devagar ou não conseguindo subir, pular e escalar como fazia antes, o excesso de peso é um dos possíveis motivos.

Perigos de um gato obeso

Assim como no caso dos humanos, o gato gordo ou acima do peso corre risco maior de algumas doenças, como:

  • Hipertensão – Ou seja, o aumento da pressão arterial para além dos níveis normais;
  • Diabetes – Dificuldades para processar o açúcar no sangue, resultando no excesso de glicose na corrente sanguínea. É bem comum que o gato gordo esteja também diabéticos;
  • Dificuldades para se higienizar – Sempre vemos os gatos se lambendo para fazer a própria higiene. Mas dependendo do excesso de peso, os movimentos ficam comprometidos, prejudicando esse hábito;
  • Colesterol alto – Devido ao acúmulo de gorduras;
  • Redução da imunidade – O que deixa o pet mais propenso a vários tipos de infecções e doenças;
  • Problemas nas articulações – Por causa do excesso de peso.

Dicas para que seu gato gordo perca peso de forma saudável

Diante de tudo isso, você pode estar agora se perguntando como dar um jeito no seu gato gordo – para que ele perca esse excesso de peso e ganhe em saúde e longevidade.

Veja agora as principais atitudes para resolver o problema.

Atividade física

O mesmo que vale para os humanos, vale também para os animais. Se eles consomem mais calorias do que gastam, com certeza vão engordar!

E a vida de um gato doméstico é bem diferente de seus antepassados e contemporâneos selvagens.

blank

Na natureza, os felinos caçam para comer, o que é exercício de sobra (além de garantir somente o alimento natural na medida certa).

Mas em casa muitos desses pets tendem a passar a maior parte do tempo deitados… E ganhando a comida sem fazer nenhum esforço! 

O resultado, como sabemos, é um gato gordo ou acima do peso.

É claro que não estamos falando que seu pet deve se transformar em um animal selvagem ou voltar à natureza. Mas é preciso garantir para ele o mínimo de atividades físicas!

As melhores são aquelas que simulam o que seria seu comportamento natural, como: 

Brincadeiras

Brincadeiras que mexem com o instinto caçador dos gatos são as melhores. E eles adoram! 

Você pode estimulá-lo a correr e a pegar brinquedinhos, fazendo com que se movimente mais.

Uma dica interessante é dar brinquedos que ele consegue “caçar”, ou seja, agarrar com as patinhas. 

Assim, a sensação de estar caçando uma presa é ainda mais forte e estimulante.

É muito comum o uso daquelas canetas laser para que o gato persiga a luz, mas essa atividade costuma deixar alguns gatos um pouco estressados por conseguirem agarrar o objetivo da “caçada”.

Um ratinho a corda, por exemplo, é muito mais eficiente e empolgante para eles!

Enriquecimento ambiental

Se o seu bichinho só tem o sofá pra subir, ele pode se tornar um grande preguiçoso (e, consequentemente, um gato gordo)!

Por isso é importante promover um espaço que o estimule a se exercitar, pulando e escalando.

Alguns felinos são mais predispostos a essas atividades, mas para outros você vai precisar dar uma forcinha.

enriquecimento ambiental para gatosHá diversas opções de rampas, prateleiras especiais para escalada e nichos onde os felinos podem se exercitar.

Além disso, um arranhador é uma boa pedida. Enquanto lixa as unhas, pode ter certeza de que seu gatinho vai gastar um pouco de energia!

Nutrição

Se você já tem um gato gordo em casa, converse com o veterinário. O profissional poderá indicar uma ração mais adequada para controlar o peso do pet.

Evite também dar muitos petiscos fora hora, principalmente se esses petiscos não forem específicos para felinos.

Oferecer comida de humanos, e o pior, alimentos processados ou industrializados, é um risco para o aumento do peso!

Sabemos que alguns gatos são de certa forma “enjoados” para comer, recusando a ração às vezes.

Mas é importante que ele consuma o alimento, na quantidade correta segundo seu tamanho e idade, para ter ótima saúde e um peso controlado.

Uma dica para turbinar esse processo e fornecer ainda mais nutrientes é usar o Longevi Cats, o primeiro super suplemento pet da América Latina.

Ele é oferecido no formato em pó, então é só misturar com a ração que você já usa e deixar o delicioso sabor de peixe abrir o apetite do seu amiguinho de quatro patas. 

Além do sabor, são 42 ingredientes naturais que ajudam na saúde e longevidade do seu pet.

Alguns desses nutrientes são perfeitos para um animal de peso controlado, como:

Probióticos e enzimas digestivas

As bactérias boas que melhoram a flora intestinal, conhecidas como “lactobacilos”, que otimizam a digestão e a absorção de nutrientes.

Também aumentam a imunidade e evitam fezes moles ou extremamente fedidas.

Spirulina

Uma alga que melhora a saúde cognitiva e fornece mais energia e disposição.

Tudo o que seu amiguinho de quatro patas precisa para se exercitar mais e se manter em forma!

Aminoácidos, vitaminas e minerais

Que melhoram a saúde dos músculos, ossos e cartilagens, ajudando para que o pet tenha força para pular, escalar e brincar.

Então, chega de gato gordo!

Clique aqui e conheça o Longevi Cats, o super suplemento felino que vai dar mais saúde e disposição para o seu gato!

 

Compartilhe nas Redes Sociais

blank
O original e mais reconhecido supersuplemento

Supersuplemento é um suplemento com mais de 2 funções chave, como por exemplo, ajudar a diminuir queda de pelos e aumentar o apetite. Um supersuplemento consegue entregar isso por ter propriedades nutricionais cientificamente validadas a fortalecerem mais de um marcador de saúde.

Você também pode gostar de…

Send this to a friend