Castração de Cachorro: 5 Cuidados e Mudanças de Comportamento

A castração de cachorro ainda gera dúvidas em muitos tutores.

Essa é uma realidade que precisa mudar, já que se trata de um procedimento simples e cada vez mais procurado.

Você sabia que, segundo estudos, castrar os cães pode inclusive trazer benefícios à saúde?

Para dar uma explicação mais completa sobre o assunto, resolvemos fazer este artigo especial.

Acompanhe até o final para saber como a castração de cachorro é feita e quais os cuidados necessários com relação ao procedimento.

Você vai descobrir também o que muda para o cão e como lidar com essa nova realidade. Então, vamos lá!

Como é feita a castração de cachorro?

Resumidamente, a castração de cachorro consiste na remoção cirúrgica dos órgãos reprodutivos dos animais.

No caso das fêmeas, em geral, são removidos o útero e o ovário, em uma operação chamada ovariectomia.

Nos machos, é feita a orquiectomia, ou seja, a remoção dos testículos.

Em ambos, os cães perdem a capacidade de procriar.

Além disso, os procedimentos modificam o temperamento dos animais e reduzem seu risco de doenças, como veremos a seguir.

Benefícios da castração de cachorro

Muitos tutores ainda ficam preocupados e tem dúvidas se devem mesmo castrar seu pet.

Como trata-se de uma cirurgia, eles têm medo de que o cão sinta dor, e muitos ainda acreditam que fazer isso é privá-los de seus instintos naturais de procriação.

Em primeiro lugar, quando feita com veterinários responsáveis e da forma correta, não há nenhum problema e seu cachorro não sentirá dor.

castração de cachorro

Além disso a castração de cachorro pode ser feita em várias fases da vida do animal, inclusive se ele ou ela já teve filhotes.

Então, se você pretende colocar o seu cão para cruzar para conhecer os descendentes dele, isso não significa que ele não pode ser castrado depois, quando não houver mais o interesse em procriar.

Apenas lembre-se que o número de animais abandonados cresce a cada dia, e a castração é um dos fatores mais importantes para combater o problema.

Ela evita, por exemplo, a prenhez indesejada ou acidental. Quem tem um cachorro fujão sabe do que estamos falando…

E tem mais…

Agora, veja os benefícios para a saúde do seu amigo:

Para fêmeas

Redução do risco de câncer

Obviamente, cadelas que passaram pela remoção de ovários e útero reduzem a zero o risco de desenvolverem tumores nesses órgãos, algo que infelizmente temos visto bastante em cães não castrados.

Dependendo da época em ocorrer a castração (se for com a cadela mais jovem), há também redução nos riscos de câncer de mama.

Redução do risco de piometra

A piometra é uma infecção que atinge o útero das cadelas, em especial no período em que elas estão no cio.

A doença ocorre porque nessa época pois há maior risco de que bactérias se alojem no endométrio, as paredes do órgão.

Em casos mais graves, é necessária uma cirurgia de emergência para remoção do útero doente.

Por isso, a castração de cachorro é a melhor forma de prevenção.

Redução da pseudociese (gravidez psicológica)

Algumas cadelas, ao passarem pelo cio, desenvolvem comportamentos como se estivessem esperando filhote.

Elas podem mudar o comportamento, ficando agressivas, depressivas ou “adotando” algum objeto ou brinquedo como se fosse a cria.

Esse último item pode parecer de certa forma “fofinho”, mas não é nada bom para elas…

O organismo reage produzindo leite e até aumentado a barriguinha!

Isso ocorre por conta das mudanças hormonais, o que oferece riscos à saúde, já que a cadela não está prenha de verdade.

Na pseudociese aumentam os riscos de inflamação nas glândulas mamárias e de piometra, algo que é evitável com a castração.

Para machos

Redução do risco de câncer

Os machos também ficam protegidos contra a formação de tumores nos órgãos reprodutivos.

Com a castração de cachorro, previne-se câncer de testículo e de próstata.

Redução do risco de hérnia perineal

A hérnia perineal é um tipo de hérnia que ocorre por causa do enfraquecimento dos músculos na região pélvica.

Ela ocorre em cães que chegam a uma idade mais avançada e não foram castrados.

Atinge principalmente raças como boxer, Boston terrier e pequinês.

Mudanças no comportamento dos cães

A castração de cachorro também traz mudanças de comportamento.

Mas, em geral, elas são consideradas boas mudanças tanto pelos tutores quando pelos especialistas.

Veja agora quais sãos as principais.

Mais tranquilidade para o seu pet

Seu cãozinho (principalmente se for macho) é muito agitado?

Muitos tutores que já castraram seus pets notam que eles mudam de comportamento, ficando mais tranquilos.

Essa é uma grande verdade, pois com a castração há uma mudança nos níveis hormonais relacionados à reprodução, o que ocasiona essa maior “calma”.

blank

Os machos, por exemplo, acabam com aquele hábito constrangedor de tentar cruzar com a perna das pessoas…

Já as fêmeas não entram no cio e não apresentam mais as mudanças de comportamento relativas a esse período.

Redução da necessidade de marcar território

Principalmente nos machos, a castração de cachorro reduz a necessidade que o animal sente de marcar território.

Consequentemente, há uma diminuição da frequência do xixi em vários lugares, como é comum nos não castrados.

Cuidados após a castração

Certo, você já entendeu a importância da castração de cachorro e realizou o procedimento no seu cãozinho.

O que acontece agora?

A curto prazo, é claro, é hora de tomar os cuidados pós-cirúrgicos imediatos.

Eles vão evitar quaisquer riscos à saúde do seu amiguinho e levar a uma recuperação rápida e segura.

Depois disso, há também medidas importantes para manter seu cão saudável.

Vamos ver quais são elas!

1 – Fique de olho no seu cão

Os cachorros costumam receber alta no mesmo dia, a não ser em casos em que é necessário um pouco mais de observação.

Fêmeas podem precisar ficar um tempo a mais, dependendo da indicação do veterinário.

Depois que seu pet vai pra casa, você deverá ficar de olho nele, cuidando por alguns dias dos curativos, conforme indicação do profissional que realizou o procedimento.

2 Garanta a proteção

A castração de cachorro envolve dar pontos no local da cirurgia…

E como nossos cães são muito curiosos, é preciso tomar cuidado para que eles não mexam no local.

blank

Para isso, seu veterinário indicará um colar Elizabethano (aquele cone que é colocado na cabeça do animal) ou um macacão cirúrgico, uma roupinha especial que também evita que ele mexa nos pontos.

Fique atento para que seu cão use essa proteção durante o tempo recomendado, evitando problemas.

3 – Dê os remédios

Seu veterinário também vai passar alguns medicamentos para o pós-operatório, e é fundamental que você siga a receita.

Dê os remédios necessários e na hora certa, garantindo uma recuperação mais rápida. Logo ele estará correndo e brincando com a família!

E isso nos leva ao próximo ponto…

4 – Atividade física

Depois da recuperação, você deverá ter um cuidado redobrado com a atividade física do seu cãozinho.

Como comentamos antes, ele ficará mais calmo, e em muitos casos essa tendência leva nossos amigos a ganharem peso.

Cabe a você, um tutor responsável, promover atividade física para seu cachorro!

Assim evita-se a obesidade canina e todos os problemas relacionados a ela. Afinal, queremos cães cada vez mais saudáveis, e não o contrário!

Para ver algumas dicas para exercitar seu amigo, clique aqui e confira um artigo especial sobre como otimizar o passeio com seu cão.

5 – Alimentação

Seu cão, agora castrado, também precisa ter uma dieta adequada, tanto para manter o peso quanto para ter mais saúde e energia.

Hoje existem rações especiais para cães castrados, mas o ideal é que você forneça também suplementos que auxiliem no bom funcionamento do organismo.

A melhor dica é o suplemento premium para cães, o Longevi, criado especialmente para dar um upgrade na nutrição canina.

Este é o primeiro superalimento canino, um suplemento em pó sabor bacon que você adiciona na ração que já usa.

Pode até adicionar um pouco de água, para deixar toda a comida saborosa. Seu amigo vai ficar com água na boca e comer com vontade!

O Longevi tem um blend com 42 micronutrientes que garantem uma vida balanceada ao seu cãozinho.

No caso da castração de cachorro, ele pode ajudar por causa dos ingredientes que garantem bons níveis de energia e disposição.

Dois deles são a spirulina (um micronutriente obtido a partir de uma alga unicelular) e os probióticos (bactérias boas que melhoram a flora intestinal).

Como os cães castrados costumam ter um nível um pouco menor de energia – sendo às vezes até um pouco preguiçosos – o Longevi é uma ótima opção para equilibrá-los.

A disposição e o bom humor também estão garantidos com essa fórmula exclusiva, afinal, uma boa nutrição é muito importante para a saúde mental dos cães.

E esses são só alguns benefícios…

Julinho Casares, que é apresentador do programa Bom pra Cachorro e do quadro “Enquanto meu dono não vem”, da Record, gravou um vídeo explicando tudo sobre o Longevi e como ele pode transformar o seu amigo em um super cão.

Julinho é considerado por muitos um dos maiores nomes do Brasil em comportamento animal, já tendo resolvido inúmeros casos de cães e seus tutores pelo país.

Clique aqui e assista agora. Seu cachorro – castrado ou não – merece!

Compartilhe nas Redes Sociais

blank
O original e mais reconhecido supersuplemento

Supersuplemento é um suplemento com mais de 2 funções chave, como por exemplo, ajudar a diminuir queda de pelos e aumentar o apetite. Um supersuplemento consegue entregar isso por ter propriedades nutricionais cientificamente validadas a fortalecerem mais de um marcador de saúde.

Você também pode gostar de…

Send this to a friend