Cachorro com Gases: 7 Causas e Como Resolver

cachorro com gases
blank

Por Redação Petvi

Acreditamos que a nutrição personalizada é a chave para uma vida feliz – e é por isso que nos esforçamos para fornecer ao seu animal de estimação as soluções nutricionais mais avançadas do mercado.

09/01/2021

Quem mora com um cãozinho – principalmente se ele fica dentro de casa – já passou por isso…

Você está lá, tranquilo, e de repente ouve o barulhinho típico.

Ou pior: sente apenas aquele cheiro…

À primeira vista, um cachorro com gases pode até parecer engraçado ou fofo, mas é preciso ter atenção.

Cachorro soltando pum com frequência pode ser a indicação que algo não vai bem com o seu amiguinho.

E é aí que entra o seu “instinto Sherlock Holmes” para investigar o que está acontecendo e se o pet corre algum perigo.

Para ajudar nessa tarefa, hoje vamos enumerar as principais causas de cachorro com gases.

Algumas delas são simples de resolver. Outras, vão precisar do auxílio do veterinário.

Mas o mais importante é que você identifique o problema – nem que seja para relatar ao médico do seu bichinho.

Então, vamos lá?

Principais motivos para cachorro com gases

Os motivos para um cachorro com gases variam muito.

Alguns são mais simples do que se imagina. Veja:

1 – Comer com pressa

cachorro com gases comendo rápido

Seu amigo peludo é um daqueles apressadinhos que não podem ver o pote de ração que ficam loucos?

Ele (ou ela) começa a comer com pressa, e em segundos devora toda a comida?

Pois essa ansiedade para se alimentar é uma das causas mais comuns de cachorro com gases.

Ao comer muito rápido, seu cão simplesmente também ingere muito, muito ar. Isso mesmo, ele “come vento” por causa da pressa.

E se esse vento entra, depois ele precisa sair…

O resultado é um cachorro soltando pum, mas sem que isso signifique algum problema de saúde.

É algo relacionado ao comportamento e que pode ser mudado. Vamos falar um pouco mais sobre essa questão daqui a pouco.

2 – Raça

Pelo mesmo motivo anterior, as raças braquicefálicas, aquelas do focinho achatado, são mais propensos a apresentarem gases.

O que acontece é que esse detalhe fofo da anatomia também faz com que eles engulam muito ar.

E aí, como já comentamos, é bem provável que você precise lidar com um cachorro com gases em casa.

Algumas dessas raças são bem famosas, como:

  • Pug
  • Bulldog Inglês
  • Bulldog Francês
  • Shih tzu
  • Lhasa Apso
  • Boxer

Há ainda certas raças que têm predisposição à sensibilidade intestinal, o que também pode levar à flatulência.

É o caso do pastor alemão, por exemplo, mas vale para qualquer cão com intestinos mais sensíveis.

O ideal é que um veterinário faça esse diagnóstico para o tratamento adequado.

Afinal, pode haver outros problemas de saúde por trás dos problemas digestivos.

3 – Excesso de comida

Se o seu amiguinho come mais do que deveria, é bem possível que o resultado seja esse cachorro soltando pum no seu sofá!

Há duas explicações possíveis. A primeira, e mais óbvia, é que o excesso de alimento sendo digerido vai causar também mais gases.

A segunda é que comer demais pode levar seu cão à obesidade, que sozinha já é um fator de aumento da flatulência – além de prejudicar a saúde do seu pet, é claro.

4 – Comida de baixa qualidade ou estragada

Sabe aquela ração baratinha que você compra no supermercado?

Um pacotão por um valor diminuto?

Às vezes o barato sai caro.

Alguns alimentos para cachorro possuem fórmulas baratas, cheias de carboidratos e farinhas de cereais (como arroz e milho).

O problema é que quando esse tipo de comida passa pelo processo de fermentação nos intestinos do animal, pode gerar muitos gases.

Outro motivo alimentar comum é a ingestão de alimentos estragados, como algo que seu cão comeu no quintal, roubou no lixo ou encontrou durante o passeio.

Alimentos com alto teor de gorduras ou laticínios também podem resultar em um cachorro com gases.

5 – Mudanças na dieta

Quando há troca de ração, é comum que alguns animais apresentem flatulência.

Então, se você tem um cachorro soltando pum depois de ter mudado a alimentação, saiba que é uma ocorrência normal.

Ela tende a passar com o tempo, mas se persistir, é melhor conversar com o veterinário.

6 – Parasitas

Você tem vermifugado seu amigo com a frequência necessária?

cachorro com gases

Pois os parasitas que atacam o trato gastrointestinal também levam ao acúmulo de gases na região.

Mantenha o vermífugo sempre em dia.

Ele vai evitar não só o cachorro soltando pum, mas também outras doenças que colocam a saúde do seu amigo em risco!

7 – Alergia alimentar

As alergias são outra causa de flatulência em cães.

Às vezes o bichinho tem intolerância a algo e custamos a nos dar conta disso…

A dificuldade, nesse caso, é que ele pode ter alergia alimentar a um dos ingredientes da ração, por exemplo.

Por isso mudar a alimentação pode ser uma alternativa simples.

Mas lembre-se sempre de conversar com o veterinário, pois ele vai ajudar na identificação da alergia e indicar a melhor opção para a mudança.

Além disso, se houver outros sintomas, pode ser preciso entrar com alguma medicação. Só faça isso com receita médica!

Cachorro com gases: como resolver o problema

Nos itens anteriores, já adiantamos alguns cuidados que podem ajudar nos casos de cachorro com gases.

Vamos ver agora outras dicas importantes:

Cuidados na hora de dar a ração

Essa é uma medida para combater os cachorros que comem muito rápido ou em excesso.

Se seu cão é apressado, evite estimular a ansiedade dele na hora de comer.

Não faça festa ou diga frases que deixem ele muito animado, por exemplo.

Assim você promove um ambiente mais calmo e tranquilo, fazendo ele comer mais devagar – além de evitar um cachorro com gases.

Para evitar os excessos de comida, tenha sempre atenção ao rótulo da sua ração para saber a quantidade certa.

Um medidor de comida é barato e fácil de se encontrar em qualquer pet shop, e ajuda bastante a não errar na mão.

Atividade física

Em geral, muitos tutores que têm cães sedentários observam que eles soltam mais gases do que os que são mais ativos.

E isso é verdade.

Segundo estudos, pets que moram dentro de casas ou apartamento e praticam menos atividades físicas têm mais flatulência.

Então, passeie com seu amigo com frequência e não deixe as brincadeiras de lado.

Elas promovem um cachorro mais feliz e saudável!

Lembre-se ainda que a obesidade é outro elemento causador de um cachorro soltando pum, então os exercícios não devem ser deixados de lado.

Para ver algumas dicas sobre passeios, clique aqui e confira nosso artigo especial sobre o assunto.

Respeite a digestão

Se você resolver correr uma maratona depois do almoço, sabe o que pode acontecer…

No mínimo, vai ter uma baita indigestão!

Esse é um exemplo exagerado, mas algo parecido pode sim acontecer com o seu cãozinho.

blank

Depois que ele comer, evite fazer exercícios muito intensos ou brincadeiras agitadas.

Espere um pouco e deixe seu amigo tranquilo para que a digestão seja a melhor possível, o que vai evitar um cachorro com gases ou indigestão.

Alimentação de qualidade

No quesito alimentação, como já comentamos, o melhor é oferecer comida de qualidade.

Evite rações muito baratas e que contenham muito carboidrato.

Especialmente aquelas à base de farinhas de cereais, como milho e arroz, que além de pouco nutritivas são as que mais geram flatulência (por causa da fermentação).

Seu amigo precisa de uma quantidade exata de proteínas para ter ótima saúde.

Agora veja uma dica que ajuda muito, indo além somente da alimentação comum…

Suplementos e produtos naturais

Sim, os suplementos para cães hoje são uma realidade – e uma ótima notícia para os tutores.

Além de ter vários nutrientes fundamentais para a saúde canina, eles também evitam um cachorro com gases.

Quer saber como?

É só dar uma olhada nos ingredientes do Longevi, o primeiro super suplemento para cães.

Ele tem um combo premium de 42 nutrientes e micronutrientes que garantem benefícios, como mais longevidade, ossos e músculos fortes, mais inteligência e o pelo sedoso e sem quedas.

E para o seu cachorro com gases, ele também tem vários segredos, como:

– Probióticos

São as bactérias boas, como os lactobacilos, que ajudam na digestão dos alimentos, evitando gases (além de deixar as fezes durinhas e sem cheiro forte).

Os probióticos do Longevi também combatem bactérias causadoras de doenças gastrointestinais, um fator que gera flatulência.

– Cúrcuma

Esse ingrediente natural, que conhecemos como tempero, é um potente antioxidante e anti-inflamatório.

Mas o que pouca gente sabe é que a cúrcuma também tem efeito digestivo, ótimo no caso de cachorro com gases!

Ela cumpre todos esses papeis na composição do Longevi, reduzindo os gases do seu amiguinho e ainda protegendo a saúde dele!

– Alta absorção

Quando o cachorro come um alimento mas não o digere totalmente, o resultado são muitos gases.

Além de ajudar na digestão, o Longevi é produzido com tecnologias inovadoras que garantem alta absorção.

Nada fica pra trás no intestino para se transformar em puns mal cheirosos!

Bom…

Esses benefícios são só de 3 dos 42 ingredientes…

Para saber o que mais o Longevi pode fazer pelo seu amigo de quatro patas, o melhor é ouvir um profissional!

Julinho Casares, considerado por muitos um dos maiores especialistas em comportamento animal do Brasil, gravou um vídeo especial sobre os efeitos do Longevi nos cachorros dele.

Julinho já ajudou a solucionar o problema de muitos cães e seus tutores no programa Bom pra Cachorro e no quadro “Enquanto meu dono não vem”, da Record.

Então, clique aqui para assistir e faça essa mudança pra melhor na vida do seu melhor amigo.

É o fim do cachorro com gases – e de outros problemas que afligem seu cãozinho!

Compartilhe nas Redes Sociais

blank
O original e mais reconhecido supersuplemento

Supersuplemento é um suplemento com mais de 2 funções chave, como por exemplo, ajudar a diminuir queda de pelos e aumentar o apetite. Um supersuplemento consegue entregar isso por ter propriedades nutricionais cientificamente validadas a fortalecerem mais de um marcador de saúde.

blank

Por Redação Petvi

Acreditamos que a nutrição personalizada é a chave para uma vida feliz – e é por isso que nos esforçamos para fornecer ao seu animal de estimação as soluções nutricionais mais avançadas do mercado.

09/01/2021

Você também pode gostar de…

Send this to a friend