10 Fatos sobre o Bulldog Francês: os Famosinhos do Momento!

O bulldog francês é uma das raças mais famosas atualmente – e também o preferido de muitas celebridades…

Talvez a explicação para todo esse amor venha das características da raça, que além de cativante é muito apegada aos tutores.

Quem tem um bulldog francês sabe como ele gosta de estar sempre por perto recebendo atenção!

Se você tem ou quer ter um desses cãezinhos em casa, precisa conhecer alguns detalhes sobre a raça…

E nós vamos ajudar!

Fatos sobre o bulldog francês

O bulldog francês teve sua origem a partir do bulldog inglês, porém, é bem menor que esse “parente”.

Os bulldogs franceses medem cerca de 35 cm e pesam por volta de 14 kg, o que faz deles ótimos cães para ambientes menores.

Veja agora outros fatos sobre essa fofura:

1 – São uma raça braquicefálica

Assim como os bulldogs ingleses e raças como pug e boxer, o bulldog francês é um cão braquicefálico.

São aqueles cachorros que tem o focinho achatado, detalhe anatômico obtido a partir da seleção nos cruzamentos que deram origem ao pet.

Ele requer alguns cuidados extras, como veremos a seguir.

2 – São sensíveis a temperaturas extremas

Um dos principais riscos para um cão braquicefálico são as temperaturas mais quentes.

Se você tem um bulldog francês evite passear com ele nos horários de maior calor do dia.

Lembre-se que os cães controlam a temperatura corporal principalmente através da respiração, e aqueles com o focinho achatado têm maior dificuldade para respirar.

bulldog francês

Então lembre-se de sempre garantir certo conforto térmico ao seu bulldog.

Nunca deixe faltar água fresca. E, no verão, oferecer gelo ou frutas congeladas é uma boa ideia para mantê-lo mais “cool” (além de deixá-lo com água na boca)!

3 – Precisa de cuidados extras de higiene

Como muitos outros cães de raça, o bulldog francês tem algumas características físicas que exigem certos cuidados.

O formato das orelhas pode levar a otites, por isso é importante sempre ter atenção à limpeza dos ouvidinhos com produtos especiais para essa finalidade.

Se seu bulldog estiver balançando a cabeça toda hora ou tentando coçar o ouvido, é um sinal de alerta para esse tipo de infecção.

Outro ponto sensível são as dobrinhas do rosto, que precisam ser sempre limpas e bem secas.

Caso contrário, a umidade pode levar ao aparecimento de fungos ou dermatites.

Por fim, os olhinhos saltados do bulldog francês também merecem atenção.

Pelo seu formato, eles oferecem maior risco em caso de batidas e tendem a ficar ressecados às vezes – mais um resultado do achatamento do focinho, que leva a uma lubrificação ocular menor do que o ideal.

4 – São apegados à família

Essa é a parte que todo tutor de bulldog francês conhece bem e ama!

A raça é muito apegada à família, querendo sempre ficar perto dos tutores e compartilhar todos os momentos.

Por esse motivo, o ideal é que vivam dentro de casa, onde podem estar juntinho de todos.

Pessoas que passam boa parte do dia fora de casa não são os melhores tutores para um bulldog francês…

O pet terá dificuldades de enfrentar a solidão, o que pode levá-lo a casos complicados de ansiedade de separação.

De qualquer forma, é importante desde cedo treinar o cão para que ele não fique tão grudado nas pessoas e possa permanecer calmo caso necessite ficar só por um tempo.

5 – Podem ter problemas com outros animais

Apesar de ser fofinho e 100% amoroso com seus humanos, o bulldog francês não é tão simpático com outros animais.

Eles apresentam um instinto territorialista, podendo até brigar por espaço com outros cães e gatos.

Essa tendência é mais forte em machos, que buscam impor sua dominância onde vivem.

Mas nada que não possa ser contornável também pelo treinamento.

Quanto mais cedo você acostumar seu cãozinho a conviver com outros pets, melhor para todos!

6 – Precisa de paciência para o treinamento

É difícil treinar um bulldog francês?

Depende…

Todo cachorro pode aprender a se comportar e até alguns truques.

A diferença é alguns são mais teimosos ou precisam de mais repetição até gravarem os comandos.

O bulldog francês é um desses…

Será preciso repetir bastante até que ele aprenda o que você precisa.

E como já comentamos antes, começar cedo é uma ótima ideia para facilitar o processo.

Tenha paciência… Seu amigo pode e vai aprender!

7 – Tem várias cores

bulldog francês

Não há uma cor específica da raça, mas várias, como:

  • Preto
  • Branco
  • Bege
  • Acinzentado
  • Tigrado
  • Ou apresentar uma mistura dessas cores

8 – O bulldog francês late pouco

Uma boa notícia para aqueles que se incomodam com cães barulhentos ou moram em apartamentos, onde um cachorro latindo o tempo todo pode trazer problemas com os vizinhos.

Sim, o bulldog francês não costumar latir muito!

Ele apenas faz isso quando sente que é realmente necessário.

Então, se seu cão está latindo, dê uma olhada, pois ele está chamando a sua atenção para alguma coisa importante (pelo menos, do ponto de vista dele)!

9 – Precisa de exercícios, mas de forma moderada

Essa é uma dica que vale para quase todos os cachorros braquicefálicos, principalmente os menores.

Como todo cão, eles precisam de atividades físicas, mas elas não devem ser tão intensas por causa da baixa passagem de ar pelo focinho achatado.

Evite caminhadas muito longas ou exigir exercícios muito vigorosos do bulldog francês (como corridas intensas e repentinas, por exemplo).

Mas fique alerta: é necessário equilíbrio!

Ao mesmo tempo, o bulldog francês pode apresentar tendência à obesidade…

bulldog francêsAlém disso, por serem pequenos e se adaptarem bem em locais menores, como apartamentos, muitas vezes os tutores deixam de lado os exercícios.

Não cometa esse erro!

A regra é: nem de mais, nem de menos…

Seu cãozinho precisa se exercitar na medida certa para não ficar acima do peso adequado, mas lembre-se de manter um ritmo moderado, certo?

10 – Não solta muitos pelos

“Solta muito pelo?”

Essa é uma das primeiras perguntas de algumas pessoas que estão querendo adotar um cão…

É importante lembrar que todo cachorro, em algum momento, vai soltar pelos.

Esse é o percurso natural dos fios, que nascem, crescem e morrem (assim como nossos cabelos).

Mas, de fato, alguns cães tendem a soltar mais pelos que os outros.

O que não é o caso do bulldog francês, pra sorte daqueles que detestam varrer a casa…

De qualquer forma, escove sempre o seu amigo, para ajudar na remoção da pelagem morta. Isso vai minimizar ainda mais os pelos soltos pelo seu chão.

E se meu bulldog francês soltar muito pelo?

Se você acha que seu bulldog francês está soltando pelo demais, uma dica é checar como anda a nutrição dele.

A maioria das rações atualmente contêm nutrientes básicos para a sobrevivência canina, mas poucas oferecem micronutrientes capazes de otimizar a saúde da pelagem.

E mais: nem sempre os cães conseguem assimilar todos os nutrientes da ração (mesmo no caso daquelas mais premium do mercado).

É por isso que hoje os veterinários e nutrólogos caninos têm adotado os suplementos pet, como o Longevi – o primeiro super suplemento para cães do Brasil.

O Longevi conta com biotina na sua fórmula, uma vitamina do complexo B que deixa pelos e unhas mais saudáveis.

Essa vitamina age fortalecendo os fios de dentro pra fora.

Tanto que um estudo alemão mostrou que a biotina sozinha conseguiu reduzir a queda de pelos de 60% dos cachorros.

Mas esse é apenas um dos 42 ingredientes do Longevi.

Ele tem também…

Spirulina – A spirulina contêm aminoácidos essenciais para os cães e melhora a saúde cognitiva deles, o que pode ajudar os “teimosos”, como o bulldog francês, a aprenderem um pouquinho mais rápido.

Probióticos – As bactérias boas que aumentam a imunidade e ajudam na proteção contra infecções, como as otites e dermatites que costumam afetar os ouvidos e as dobrinhas dos bulldogs.

O Longevi chamou a atenção até de especialistas em comportamento animal como o apresentador da Record, Julinho Casares.

Depois de oferecer o super suplemento canino para seus 38 cachorros, Julinho resolveu gravar uma vídeo-aula explicando todos os benefícios e como funciona o Longevi.

E você tem acesso liberado a essa aula.

Clique aqui e assista agora!

Compartilhe nas Redes Sociais

[easy-social-share]
blank
O original e mais reconhecido supersuplemento

Supersuplemento é um suplemento com mais de 2 funções chave, como por exemplo, ajudar a diminuir queda de pelos e aumentar o apetite. Um supersuplemento consegue entregar isso por ter propriedades nutricionais cientificamente validadas a fortalecerem mais de um marcador de saúde.

Você também pode gostar de…